Começa a ser julgado policial acusado de matar esposa no litoral em dezembro de 2017

Fonte: Jornal de Santa Catarina/Foto: Fabiano Correia / Reprodução,NSC TV

A Justiça promoveu nesta terça-feira a primeira audiência de instrução e julgamento sobre a morte da policial civil morta em dezembro de 2017, em Itapema. A denúncia do Ministério Público é de que Karla Silva de Sá Lopes, 28 anos, teria sido morta pelo marido, um policial militar aposentado, com um tiro na cabeça. O corpo da vítima foi encontrado enterrado na Praia de Taquaras, em Balneário Camboriú.

O réu Luís Fernando Palhano Lopes, 52 anos, chegou e foi embora do Fórum de Itapema algemado, em uma viatura da Polícia Militar. Testemunhas prestaram depoimento, entre eles o comandante da PM de Itapema, que é para quem o acusado teria confessado o crime. Todos foram indicados pelo Ministério Público, que acusa o réu de homicídio triplamente qualificado com ocultação do cadáver.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *